GAZETA MERCANTIL

RG/Bahia
Terça-feira, 05-Jun-2001

Relatório mundial 2001 é lançado
       05 de Junho de 2001 - Jussara Maia, de Salvador

       Especial para a Gazeta da Bahia

       A riqueza da biodiversidade da Bahia é destaque da mais nova edição do livro Estado do Mundo que vai ser lançada nacionalmente, amanhã, em Salvador, na reunião da Comissão do Meio Ambiente da Assembléia Legislativa, com a presença do presidente do WORLDWATCH Institute, Christopher Flavin.

       O dirigente da instituição que edita a publicação, com sede em Washington, chegou ontem ao Brasil e depois de dar entrevistas em São Paulo seguiu para Brasília, onde participa, hoje pela manhã, como palestrante convidado, do lançamento do Programa Parâmetros em Ação - Meio Ambiente na Escola, do Ministério da Educação. Depois de fazer, à tarde, uma teleconferência sobre Desenvolvimento Sustentável no Sebrae, o ambientalista chega hoje à noite a capital baiana.

       O Estado do Mundo 2001 aborda o E-9, um grupo que reúne as maiores potências ambientais do planeta, incluindo o Brasil. Logo no primeiro capítulo cita a Bahia, chamando a atenção para a cidade de Itacaré. No município, no litoral sul do estado, foram identificadas por cientistas cerca de 450 espécies de planta em apenas um hectare, enquanto em uma floresta americana, por exemplo, são encontrados no máximo dez tipos diferentes numa área do mesmo porte.

       Mas o relatório ambiental produzido pelo WORLDWATCH Institute, que é uma das mais respeitadas instituições de pesquisa socioeconômica e ambiental, alerta também para a devastação desses ecossistemas, o estado de pobreza e a concentração de renda na região.

       O livro, publicado pela primeira vez há 18 anos, em mais de 30 idiomas, é considerado uma bíblia do meio ambiente pela abrangência das informações sobre a situação do planeta e pela discussão de problemas ligados à sobrevivência e à qualidade de vida do homem, com a apresentação de propostas alternativas. Na quinta-feira, o presidente do WWI se reúne com representantes da Petrobras, onde fará palestra sobre Energias Renováveis, assunto que se transformou em emergencial diante da crise enérgetica que o Brasil atravessa, com o colapso na oferta de energia elétrica.